17 de jun de 2009

Amor (Negro)

Acordei um dia de manha a pensar como iria ser o meu dia, seria hoje que ia encontrá-lo?
Vesti-me á pressa e saí de casa sem rumo para onde ir. Andei e andei a pensar onde iria parar até que quando me cansei decidi parar.
Parei num lugar onde havia bancos, um lago e pessoas. Sentei-me num banco com os phones bem altos e sinto algo a tocar-me, tinha o sol a bater-me na cara por isso não sabia o que era. Levantei-me e vi que era uma pessoa, melhor ainda, um rapaz. «Olá, queres companhia?» disse-me ele.. «Sim» respondi. Ele parecia uma pessoa simpática uma pessoa sociavel como muitas outras.. Passamos a tarde toda juntos e houve um clique, aquele tal clique que quando sabemos que dá era por alguma razão. «Bem, já é tarde e tenho de me ir embora» disse-me ele á frente de minha casa «Okay» disse eu como se não me quisesse separar dele estava abrindo a porta de minha casa até que ouvi um «Espera».
«Antes de te ires queria-te dar uma coisa» disse-me ele quase gritando. «O que?» perguntei.. Ele aproximou-se de mim e beijou-me :'o
«Isto era o que eu queria dar-te».. Entrei em casa com um grande sorriso na cara, fui para o meu quarto e deitei-me na cama a pensar naquele momento até que adormeci..
No outro dia de manha voltei a ir para o mesmo lugar, mas não o encontrei lá.. Voltei a sentar-me no banco com os phones para ver se ele vinha novamente. Senti o mesmo toque novamente, era ele «Quero te mostrar um sitio» disse-me ele «Que sitio?» perguntei «Vem que descobres» respondeu-me dando a sua mão a mim.. Vendou-me os olhos e levou-me para o "lugar".. «Chegamos» disse ele e tirou-me a venda dos olhos.
Era lindo, uma paisagem para um lago com vales de erva. «Que bonito» respondi. Sentámo-nos um ao lado do outro.. «Estive a pensar no dia de ontem e queria-te fazer uma pergunta, queres namorar comigo?» os meus olhos brilharam, ele gostava de mim parecia que era impossivel mas foi, uma pessoa que conhecia em apenas num dia, dum momento para o outro ser tão importante para mim «Sim, claro que quero».. Estivemos juntos o resto da tarde até que quando me tive de vir embora ele disse «Não podes passar a noite comigo? Adoro cada momento que estou contigo».. «bem, acho que sim».. A nossa primeira noite juntos, esta tudo sendo perfeito.. Ficámos em casa dele, era acolhedora era só nossa como a noite. Era uma noite de lua cheia eram 3 da manha e decidi ir-me deitar «Olha, estou meia cansada vou me deitar O.K?» ele respondeu «Sim claro, acompanho-te ao quarto de hospedes», deitei-me na cama e quando fechei os olhos adormeci com ele ao meu lado..
No outro dia de manha é dada a noticia que uma rapariga tinha sido encontrada na rua morta com uma ferida no peito e ao lado tinha um bilhete ..
Foi perfeita a nossa noite, os nossos momentos, mas era tudo mentira ao menos fico com uma recordação tua, o teu coração

14 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Oh que historia mais triste :'( so uma pergunta porque é que o rapaz deixou o bilhete para a rapriga se a rapriga estava morta?! O.o? Estupido Hein?! Linda a historia *.*

    ResponderExcluir
  4. Desculpa o Spam dos outros comentarios mas n sei porque é que apareceu o nome Svetlana O.o ja agora ou o -MYM- do tribos xD

    ResponderExcluir
  5. LOL , tipo a função da carta é so pa dar pica á história x)
    Pra que a encontrar ver o que lhe aconteceu , sei lá , foi o que me deu na cabeça xD

    ResponderExcluir
  6. Tens mt jeito =) Continua assim

    ResponderExcluir
  7. LOL ele matou-a xDD
    Que irónico meu deus xD
    Bem fixe :'o
    Eu ia chorando, foi fdd xDD

    ResponderExcluir
  8. Está bem giro

    Mas não percebi a última parte do bilhete

    ResponderExcluir
  9. Eu tambrm não persebi a cena do bilhete

    ResponderExcluir
  10. É o que eu digo voces nao lêem o que esta escrito, a Catarina ja explicou xD

    ResponderExcluir