28 de fev de 2010

Nunca se consegue voltar atrás com algo (ou consegue-se?)
O passado persegue-nos de todas as maneiras e não o conseguimos deixar p'ra trás (ou podemos?)
Apenas existe tantas perguntas, que eu não tenho respostas para elas, e estas cercam a minha cabeça de dúvidas (tenho medo das respostas?)
Se calhar, tenho é medo de fazer as perguntas a mim mesma

Nenhum comentário:

Postar um comentário